Formação de Professores Waldorf para Educação Infantil

Formação de Professores Waldorf para Educação Infantil

Proposta de Curso

Propomos a realização desse curso, movidos pela consciência comum da necessidade de professores Walforf em Ribeirão Preto. As evidências disso são: quatro novas escolas para o primeiro setênio se instalaram na cidade, a própria Escola Waldorf João Guimarães Rosa constantemente tem dificuldade para encontrar professores com formação nessa Pedagogia Waldorf... E todas as crianças merecem professores que desenvolveram habilidades nessa Pedagogia – também as crianças da periferia, que poderiam sonhar ter seus destinos amparados por outra abordagem de vida!
As crianças, portanto, tem sido nossa motivação.
Nesse caminho de busca encontramos sintonia nas propostas e disposição da Profa Luiza Lameirão, autora da matriz curricular, que assumiu a função de nossa consultora pedagógica para esta empreitada.

Local e duração
Trabalho será desenvolvido na Escola Waldorf João Guimarães Rosa (EWJGR), em Ribeirão Preto (SP), com duração de 2 anos e meio (780 h, mais estágio e trabalho de conclusão), estruturado em 27 módulos, sendo 5 módulos longos (imersão) e 22 módulos mensais em finais de semana.

Responsáveis e Justificativa
O grupo proponente é constituído pelos seguintes professores Waldorf:

  • Delma Montefeltro Dessen
  • Hermínia Pureza M Panico
  • Marina Calache
  • Valcléia de Oliveira
  • Edson Lima Santos
  • Milena Flória Lima, professora na EERP-USP

O Encontro de Apresentação do curso realizado nos dias 6 e 7 de maio de 2016, confirmou nossa hipótese de necessidade de professores Waldorf na localidade: 80 participantes, com apenas duas semanas de divulgação, sendo 90% de Ribeirão Preto, os demais de Franca e cidades mais próximas.

Objetivos
Habilitar professores ao trabalho pedagógico com crianças do 1o Setênio,
criando oportunidades para a vivência, observação, reflexão e estímulo à autoeducação.
Se a missão do educador é ser aprendiz toda a vida, algo precisa ser feito com a nossa vontade. A disposição para a autoeducação se mantém pela alegria, despertada pela própria ação – o movimento da vontade – memória das coisas do futuro, a imaginação.
Consoante esta confiança, a proposta faz preceder as vivências e observações ao estudo e reflexão.

Programação Curricular

2016 – BLOCO I

9 a 15 de julho de 2016

  • Imersão – A biografia humana
  • Exercícios biográficos, Pintura, Encadernação.
  • Canto. Observação de obras de Arte.
  • Leitura acompanhada: “A educação da criança segundo a Ciência Espiritual”.

5, 6 e 7 de agosto de 2016

  • O desenvolvimento da criança de 0 a 3 anos.
  • A criança entre movimento e percepção
  • Emmi Pikler. Boneca estrela. Canto.

2, 3 e 4 de setembro de 2016

  • O desenvolvimento da criança de 3 a 5 anos.
  • O tempo do faz-de-conta. Descrição de aspectos da vida infantil.
  • Análise do desenho infantil. Trabalhos Manuais. Canto.

14, 15 e 16 de outubro de 2016

  • O desenvolvimento da criança de 5 a 7 anos.
  • A conquista do objetivo do brincar.
  • Maturidade escolar. Brincadeiras tradicionais.
  • Trabalhos Manuais. Canto.

4, 5 e 6 de novembro de 2016  

  • Salutogênese: Educação e saúde no primeiro setênio.
  • Trabalhos Manuais. Canto.

Leituras propostas:

  • Tomar a vida em suas próprias mãos - Gudrun Burkard
  • Os três primeiros anos da criança - K. König
  • Imãos e Irmãs – K. Konig
  • Andar, falar e pensar – R. Steiner
  • Desvendando o crescimento - Bernard Lievegoed
  • Pedagogia, Arte e Moral - R. Steiner
  • 2017 – BLOCO II

7 a 13 de janeiro de 2017 – Imersão

  • Quadrimembração: os corpos, os reinos, os elementos, os éteres.
  • Embriologia. Origem do ser humano. Evolução.
  • Modelagem. Trabalhos Manuais. Canto.
  • Leitura acompanhada: Trechos de Teosofia – R. Steiner.

10, 11 e 12 de fevereiro de 2017

  • Observação da natureza, exercício fenomenológico. Os elementos; a criança.
  • Jardinagem. Trabalhos Manuais. Canto.

3, 4 e 5 de março de 2017

  • Cosmogênese: surgimento dos elementos e as encarnações planetárias; a evolução do ser humano e da consciência.
  • Jardinagem. Trabalhos Manuais. Canto.

7, 8 e 9 de abril de 2017

  • Da observação precisa de traços físicos e linguagem à imagem da criança.
  • Jardinagem. Trabalhos Manuais. Canto.

5, 6 e 7 de maio de 2017

  • O desenvolvimento da memória.
  • Jardinagem. Trabalhos Manuais. Canto.

2, 3 e 4 de junho de 2017

  • Composição de espaço educativo: mesa de época.
  • Jardinagem. Trabalhos Manuais. Canto.

Leituras propostas:

  • Karlik – Ursula Burkard
  • Seres elementares e seres espirituais – R. Steiner
  • A evolução do ponto de vista do verdadeiro – R. Steiner
  • O ser humano e os reinos da natureza – R. Gabert
  • A História Universal à Luz da Antroposofia (apostila- trechos) – R. Steiner
  • Elementos Fundamentais para uma Ampliação da Arte de Curar – 1 cap. - R. Steiner & I. Wegman

 

BLOCO III

8 a 14 de julho de 2017 - Imersão

  • Trimembração: pensar, sentir e querer; corpo, alma e espírito; alma da sensação, da razão e da índole, da consciência; estados da consciência.
  • Cristologia.
  • Pintura. Euritmia. Canto.
  • A biografia de Rudolf Steiner. A Pedra Fundamental e a Sociedade Antroposófica Geral.
  • Leitura acompanhada A Arte da Educação I – trechos escolhidos.

4, 5 e 6 de agosto de 2017

  • Ritmos – diários, semanais, mensais, anuais. Aniversários. Micael.
  • Euritmia. Trabalhos Manuais

1, 2 e 3 de setembro de 2017

  • Sono e alimentação. Páscoa.
  • Euritmia. Trabalhos Manuais.

6, 7 e 8 de outubro de 2017  

  • Roda rítmica. São João.
  • Euritmia. Trabalhos Manuais.

3, 4 e 5 de novembro de 2017

  • Religiosidade da criança pequena. Natal.
  • Euritmia. Trabalhos Manuais.

Leituras propostas:

  • A Direção Espiritual do Homem e da Humanidade – R. Steiner
  • Metodologia do Ensino e as condições da vida do educador – R. Steiner
  • A Prática Pedagógica – R. Steiner
  • A vivência do ano em quatro imaginações cósmicas – R. Steiner
  • O desenvolvimento saudável do ser humano  (7o. Cap) – R. Steiner
  • Três etapas do despertar da alma humana – R. Steiner

 

2018 – BLOCO IV

6 a 12 de janeiro de 2018

  • Os doze sentidos e os sete processos vitais
  • Arte da Fala
  • Euritmia. Música. Instrumento: kântele.
  • Leitura acompanhada: A Arte de Educar I - 8a palestra - R. Steiner

2, 3 e 4 de fevereiro de 2018

  • Correntes narrativas da primeira infância. Contos de fadas, contos rítmicos, contos tradicionais, parlendas e trava-línguas.
  • Trabalhos Manuais: Bonecos.
  • Música I: repertório para a primeira infância. Instrumento.

2, 3 e 4 de março de 2018

  • A voz humana e a formação do corpo da criança.
  • Trabalhos Manuais: Bonecos. Música II: repertório para a primeira infância. Instrumento.

6, 7 e 8 de abril de 2018

  • A veracidade da Linguagem e a criação de Imagens.
  • Trabalhos Manuais: Bonecos. Música III: repertório para a primeira infância. Instrumento.

4, 5 e 6 de maio de 2018

  • Teatro I – Da linguagem oral à dramatização.
  • Brincadeiras de dedos; teatros de mesa, marionetes e cenários.
  • Montagem; encenação. Apresentação externa.
  • Música IV: repertório para a primeira infância. Instrumento.

1, 2 e 3 de junho de 2018

  • Teatro II (continuação); Montagem; encenação.
  • Musica V: repertório para a primeira infância. Instrumento.

Leituras propostas:

  • Os doze sentidos e os sete processos vitais – R. Steiner
  • Os doze sentidos – Sonia Setzer
  • O Organismo sensório, sua perda e seu cultivo – Willi Aeppli
  • O sentido da Palavra: no princípio era o Verbo (1ª parte) – Alfred Baur

 

BLOCO V

7 a 13 de julho de 2018 – Imersão

  • Brincar: ativação do humano na criança.
  • Entre substância e forma, ser criança.
  • A educação como transformação social.
  • Música. Trabalhos Manuais. Brinquedos.
  • A história da primeira Escola Waldorf.
  • Leitura acompanhada: A Educação estética do Homem – Schiller

3, 4 e 5 de agosto de 2018

  • O impulso lúdico na obra de Schiller.
  • Brincadeiras tradicionais.
  • Música. Trabalhos Manuais: brinquedos.

7, 8 e 9 de setembro de 2018

  • Trabalho com Pais.
  • A constituição da alma humana na atualidade.
  • Apresentação de trabalhos.
  • Música

5, 6 e 7 de outubro de 2018

  • Trimembração do organismo social
  • Exercícios.  
  • Apresentação de trabalhos.
  • Música.

15, 16, 17 e 18 de novembro de 2018

  • Formatura.
  • Apresentação de trabalhos.
  • Exposição de Caderno de Registros e Reflexões: trabalho pessoal do aluno com coleta dos exercícios, suas percepções, sentimentos, na encadernação elaborada no primeiro bloco.
  • Apresentação artística.

Leituras propostas:

  • A Educação Estética do Homem – Friedrich Schiller
  • Carências anímicas da nossa época – Rudolf Steiner
  • Criança brincando! Quem educa? – Luiza Lameirão
  • Bola Boneca – Luiza Lameirão
  • Acordais – Fundamentos Teóricos-poéticos da Arte de contar Histórias – Regina Machado
  • Academias Republicanas – Francis Gladstone
  • Primeiros anos da Infância – R. Steiner

 

Carga Horária

Os encontros longos (imersões) contarão com 60 horas/aulas cada, totalizando, portanto, 300 horas. Os encontros de finais de semana, por impossibilidade de um grupo significativo de candidatos que trabalham, terá seu horário diminuído, pois começaremos às 18h30. O total de cada um será de 18h, que multiplicado por 22 nos dá 396 h/aula, acrescidas de 10h, pelo último encontro do curso, totalizando 406 horas. Total final de 706 horas.

Devemos acrescer 30 h de estágio orientado. Outro acréscimo a confirmar, será o de grupos de interesse (Maternal, Jardim, por exemplo) a realizar-se na tarde das sextas-feiras dos encontros mensais, com duração mínima de 2 horas cada, o que acresceria de 44h

Provavelmente então o total final seria de 780 horas.
 

Titulação

Como curso livre, não existe a pretensão de reconhecimento oficial, mas valorizamos o reconhecimento da Federação de Escolas Waldorf no Brasil, como referência para um trabalho sério e empenhado.
Estamos em processo de acordar nossa relação com a Escola Waldorf João Guimarães Rosa, sendo possível que um certificado seja emitido em seu nome.

O que é claro para nós é que um CERTIFICADO DE CONCLUSÃO seria conferido aos que tivessem participação integral, com qualidade de presença e boa conclusão dos trabalhos propostos.
Aos que tiverem pelo menos 75% de presença pode também ser conferido o mesmo certificado desde que as ausências sejam justificadas e demais condições satisfeitas.

Em casos diferentes, teremos de avaliar como uma pendência individual  poderá ser resolvida.

Fale Conosco