Festas e Eventos

Nas escolas Waldorf, as festas do ano seguem o calendário cristão

Delas são extraídos os verdadeiros conteúdos e transformados para as crianças em imagens retiradas da natureza, por meio das quais ela aprende sobre o ciclo anual de uma forma direta.

Desde os tempos antigos, os povos festejam o movimento cíclico de fenômenos da natureza: os solstícios de verão e inverno e os equinócios da primavera e do outono. Em cada um deles, as forças divinas atuavam e se manifestavam diretamente na natureza, influenciando no clima, na vegetação (colheitas), nas marés, no curso dos astros, entre outros.

O ritmo anual é vivenciado por essas quatro grandes épocas. Utilizando as estações como “pano de fundo”, o educador desenvolve seu planejamento anual permeando as atividades com o conteúdo anímico respectivo de cada festa. Cada uma delas possui um conteúdo arquetípico que nos alimenta animicamente. A criança absorve esses conteúdos de forma mais “natural”, pois tem mais facilidade de lidar com as imagens simbólicas, uma vez que ainda não tem capacidade interpretativa, nem tendência a intelectualizar essas vivências.

Evidentemente, em cada época, em cada celebração, há que se dosar qualidade e quantidade dos conteúdos que queremos transmitir às crianças pequenas. Diríamos que tudo isso já está impregnado na alma humana e precisa, apenas, aos poucos, ser "acordado". Esse despertar é um processo natural da criança resultando num desenvolvimento individual de cada uma, na medida em que, repetidamente, vamos povoando de imagens seus corações. A celebração das festas anuais é ótimo recurso de que nos valemos para possibilitar aos pequenos essas vivências que alimentam sua alma proporcionando sentimentos de alegria, amor, coragem, confiança e segurança diante do mundo.

Veja mais...